Dicas

Encher o tanque até a boca pode trazer riscos ao carro e ao frentista

Encher o tanque já foi uma prática brasileira muito difundida, mas hoje já não é mais possível. Você sabe por que não se pode mais encher o tanque até a boca? Porque a ação contribui para uma maior poluição do ar e também põe em risco as partes mecânicas do seu carro e o pior de tudo é que ainda põe em risco a saúde do frentista.
Os carros têm uma peça dentro do tanque chamada cânister. Essa peça, que nada mais é que um filtro de carvão, tem como função a filtragem das emissões de vapor que o carro libera. O que acontece se o tanque de combustível for preenchido até a sua capacidade máxima? O cânister ficará impedido de filtrar corretamente esse vapor, e consequentemente, causará mais dano ao meio ambiente.
abastecendo-gasolina
Se a prática se tornar constante, o aparato será permanentemente danificado e pode, inclusive, causar danos à parte mecânica do carro, fazendo com que todo o tanque de combustível tenha de ser trocado, então, peça para o frentista abastecer até que o primeiro clique da bomba seja ouvido.
Existe uma substância presente na gasolina chamada benzeno, e o frentista pode sofrer danos à saúde caso fique exposto a ela por muito tempo, e parte do trabalho do cânister é filtrar os vapores do benzeno e fazer com que ele não seja tão nocivo ao ambiente e a quem está, no momento, manuseando a gasolina.
Portanto, na hora de abastecer, seja prudente e não encha o tanque mais que o necessário – até o primeiro clique da bomba. Dessa forma você não prejudica o meio ambiente, a saúde do frentista e a sua conta não sai tão cara. Todo mundo ganha!
 
Já conhece a nossa página no Facebook? Acesse e curta Ituran Brasil!
Estamos no Twitter também: Ituran Brasil!
Ituran – Sempre com você
 
Imagem: Lucas de Fraga.