Dicas

Qual a diferença entre rastreador, localizador e bloqueador

 
Uma média de cinquenta e sete carros são roubados por hora no Brasil, com isso, a utilização de sistemas para bloquear e monitorar o veículo tem sido cada vez mais importante. Apesar da popularidade, esses equipamentos ainda geram muitas dúvidas entre os consumidores. Todos esses dispositivos são utilizados para recuperação de veículos roubados, porém, atuam de maneiras diferentes.
Confira a diferença entre rastreador de carro, bloqueador e localizador.
Localizador
O localizador de veículos, como o próprio nome sugere, informa a localização do carro, porém, não precisamente. Os localizadores, em sua maioria, utilizam técnicas de localização por RF e, por causa do alcance limitado ou da necessidade de infraestrutura específica destas técnicas, a área de cobertura dos localizadores é limitada a regiões metropolitanas e cidades específicas. O localizador também pode ter a função de bloquear o veículo.
Rastreadores
Os rastreadores são equipamentos mais sofisticados, oferecem uma solução mais completa, pois informam a localização do veículo com maior precisão e, ainda fornecem informações mais detalhadas, capazes de mostrar a localização atual e o histórico de posicionamento do veículo, calculando e enviando continuamente os dados para a central de rastreamento, sendo mais precisos que os outros equipamentos. A maioria desses equipamentos utiliza receptores de GPS e um modem celular para calcular e transmitir sua localização. Quando você contrata o serviço de rastreamento do automóvel, pode utilizar também outros serviços adicionais como monitorar a velocidade do automóvel, obter relatórios das rotas percorridas e mesmo criar cercas eletrônicas. Com este serviço, é possível determinar uma rota e, caso o veículo saia do percurso planejado, o proprietário é comunicado pelo celular ou pela internet.
Bloqueadores
Os bloqueadores de carros oferecem apenas o bloqueio do veículo impedindo que qualquer pessoa possa fazer o arranque, sem informar a localização do mesmo. Ao ser vítima de roubo ou furto, o dono do carro entra em contato com uma central, que envia o comando de bloqueio por rádio frequência. O bloqueio consiste na interrupção do fornecimento de combustível para o motor, o que impossibilita o funcionamento do veículo. Esse bloqueio pode ocorrer em qualquer lugar dentro da área de cobertura.
Existem alguns equipamentos que acionam dispositivos de som que informam que o automóvel está sendo roubado, possibilitando uma ação mais rápida da polícia. Agora, se você ficou com alguma dúvida, é só deixar o comentário aqui, que nossa equipe vai responder o mais rápido possível.