Sem categoria

CHN digital: como obter?

A partir do dia 1º de fevereiro, todos os motoristas poderão armazenar no próprio celular a sua CHN digital. A mudança estará disponível em todos os dispositivos móveis com sistemas operacionais iOS e Android e o documento terá a mesma validade jurídica que a CHN de papel. Saiba mais dessa novidade no Blog da Ituran:
Screenshot_7
O primeiro estado a adotar essa prática foi Goiás em outubro do ano passado e de graça. Desde então, outros lugares passaram a emitir o documento com o custo zero – como foi o caso de Alagoas e Distrito Federal. A partir de fevereiro, a emissão da CHN digital vai custar R$ 10 reais.
Os benefícios dessa nova prática são diversos: a economia de papel; a autenticação/digitalização das cópias (vai ser possível criar um .pdf autenticado) e, claro, a praticidade de atualizar os seus dados cadastrais diretamente no app e poder compartilhar sua CHN digital com outros usuários de WhatsApp, contatos de e-mail ou até mesmo, se preferir, deixar salvo para consultas rápidas ou emergenciais – como em casos de parada em blitz de trânsito.
Em breve, o motorista terá à sua disposição um aplicativo com menus informativos para o usuário ficar por dentro das campanhas de trânsito, consulta de pontuações de infrações cometidas e até receber alertas no visor do celular quando a CHN estiver próximo ao prazo de vencimento. Vale lembrar que em caso de perda ou roubo do dispositivo, o motorista deverá acessar o portal de serviços do Denatran e solicitar o bloqueio imediato da conta e acesso ao documento.
Como pedir a CHN digital?
O primeiro requisito para dar andamento na CHN digital é ter uma habilitação com QR Code e realizar o cadastro no portal de serviços do Dentran. Para quem tem cadastro no Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), a solicitação é diretamente no Portal SNE e com a mesma senha utilizada no login. O cadastro só será ativado, caso o usuário ativar o link enviado diretamente no e-mail e criar uma senha de 4 dígitos para o acesso do app.
Gostou da novidade? Conte para nós!