Sem categoria

Pneu com pressão baixa: entenda os perigos

A calibragem dos pneus é um dos principais fatores de segurança de um automóvel. Pois influencia diretamente no desempenho do veículo e pode afetar o funcionamento de outras peças fundamentais. Você, por um acaso, se lembra de quando foi a última vez que calibrou os pneus do seu carro? Caso a resposta seja negativa, certamente, é porque você faz parte de um grupo de representa 60% dos motoristas que andam com, pelo menos, um dos pneus com calibragem abaixo da recomendada pelos fabricantes. Essa informação foi fornecida pela empresa Pirelli, que realiza uma fiscalização em shoppings e supermercados de grandes cidades. Com intuito informativo, o Blog da Ituran preparamos um post alertando quais são os riscos de andar com o pneu em condições onde a pressão está abaixo do indicado pela fabricante. Confira:
pneu-baixa-pressao
Durabilidade: Pneu com pressão baixa afeta diretamente a vida útil do pneu, diminuindo-a cerca de 30%. Isso acontece pois, quanto menor a pressão, aumenta-se o desgaste e a sobrecarga da banda de rodagem em contato com o solo. Influenciando diretamente nos gastos de reposição de peças essenciais veículo.
Risco de explosão: Rodar com o pneu com a pressão abaixo da indicada, além de gerar um aquecimento anormal, é capaz de ocasionar uma deformação exagerada. Consequentemente, os elementos que compõem o pneu se degradam de maneira irreversível, aumentando as possibilidades de descolamentos na parte interna e favorecendo as condições para a explosão.
Dirigibilidade: Como é de se imaginar, a dirigibilidade é diretamente prejudicada com a utilização de pneus com a pressão baixa. Acontece que a precisão diminui, o que aumenta as dificuldades em dirigir e pode chegar a ocasionar sérios acidentes. Em casos de aquaplanagem, o veículo também sai prejudicado, diminuindo os índices de velocidade que colocam o veículo em risco.
Tem alguma dúvida sobre a pressão ideal para os pneus do seu carro? Deixe seu comentário!