Dicas

Quando pedir um seguro de carro

Comprar um carro é uma conquista e tanto. E, como os veículos automotivos são bens de alto valor, é importante mantê-los bem cuidados e seguros. Uma das formas mais efetivas de fazer isso é realizar um seguro específico para o carro. Dessa forma, você o mantém protegido contra vários males e adversidades, como roubos e acidentes, por exemplo, que assustam muitas pessoas e que podem colocar a máquina de quatro rodas em sérios riscos. São episódios imprevisíveis, infelizmente, mas que podem causar enorme prejuízo. Saiba agora como funciona o seguro de carros e quais são as vantagens de ter um com o Blog da Ituran em parceria com o Chaves Na Mão:
shutterstock_566330083
Como iniciar a busca por seguros para carros
Os primeiros passos para conseguir um bom seguro para o seu carro são por meio de pesquisas detalhadas e realização de orçamentos. Para tanto, é preciso buscar por seguradoras que ofereçam contratos e condições interessantes de pagamento, que estejam de acordo com a sua situação financeira e necessidades. Até em um portal de veículos é possível encontrar algumas opções. Uma vez escolhida a seguradora, é hora de montar um plano personalizado, avaliar novamente e fechar o acordo. Simples assim.
Porém, é preciso ter todas as informações necessárias em mãos para não adquirir um seguro que cobre poucas coisas (ou aquilo que apresenta menos riscos para o seu veículo, especificamente) e que, mesmo assim, sai caro para o seu bolso. Por isso, estude com cautela e não tome decisões impulsivas. Sempre realize cotações com mais de uma seguradora e peça por opiniões de pessoas em quem confia e que podem lhe auxiliar melhor nessa questão.
shutterstock_517237099
Fatores que podem influenciar no preço do seguro do carro
Perfil: o perfil nada mais é do que a utilidade que é dada ao carro (passeio, transporte, etc.). Ele é traçado pelas seguradoras como forma de avaliar potenciais riscos. Além disso, também é traçado o perfil do proprietário do veículo. Idade, sexo, tempo de habilitação, quilometragem rodada por mês ou por ano. Tudo pode influenciar a conta. Quanto menor o risco de perfil, menor o valor do seguro.
Veículo: o bem segurado também é estudado e avaliado pelas seguradoras antes do preço final. Modelos mais visados, com grande incidência de roubos, apresentam mais risco e, por consequência, têm seguros mais caros. Geralmente, automóveis esportivos e campeões de venda figuram entre os seguros mais altos.
Região: a local em que você mora e circula mais com o carro também é fator para determinar o preço do seguro. Se a região apresenta altos índices de criminalidade, o comportamento dos motoristas é mais agressivo ou não há muitos lugares seguros para deixar o carro (garagens, estacionamentos, etc.), o seguro pode ficar mais caro. Carros usados em Curitiba, por exemplo, podem ter preços diferentes dos usados em São Paulo, do Rio de Janeiro e assim por diante.
shutterstock_409679020
Mais serviços para o carro
A seguradora oferece outros serviços agregados a quem deseja uma cobertura mais completa – como guincho, carro reserva e até atendimento e manutenção diretamente na casa do segurado, caso necessário. Há, inclusive, seguros para áreas e apetrechos específicos do carro, como vidros e som. Tudo depende do quanto você pode gastar pela segurança do seu automóvel.
Acionando o seguro
Em caso de roubos ou furtos, a atitude correta é ligar para a seguradora e avisar sobre o fato. A empresa entrará em contato com a polícia imediatamente e as devidas medidas serão tomadas. Nesse caso, o valor total do carro será integrado ao segurado, processo que pode levar até três dias (se for comprovado que o roubo não foi forjado e o favorecido levar todos os documentos necessários à seguradora). Depois disso, se o carro for encontrado, vira propriedade da empresa.
Para acidentes, o simples acionamento da companhia é o suficiente. Todavia, se o acidente envolver terceiros, é preciso realizar um Boletim de Ocorrência (B.O.) para que fiquem registrados os dados dos envolvidos e o fato em si. Se o seguro cobrir reparos em acidentes envolvendo outras pessoas, consulte o seu corretor ou seguradora para entender melhor sobre como proceder.
Em suma, obter um seguro é uma proteção e tanto. Evita dores de cabeça e dirija de forma mais tranquila! Inclusive, se gostou deste artigo, compartilhe com seus conhecidos.