Sem categoria

Radar não cadastrado: multas podem ser anuladas

Em muitas ocasiões, o condutor do veículo não percebe a existência de um radar na estrada, e quando se dá conta, já ultrapassou a velocidade permitida. Além de estressante, essa situação que ocorreu de forma totalmente inesperada vai desestabilizar o orçamento do condutor, gerando vários transtornos.

Com o propósito de oferecer melhorias no trânsito para a população, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define que todos os radares fixos do país possuam cadastro.

É válido ressaltar que o projeto será monitorado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Além da melhoria organizacional e eficiência, o projeto foca em transmitir maior confiabilidade nas informações passadas pelos aparelhos. Para lhe informar melhor a respeito do assunto, nós do Blog da Ituran explicamos para você:

radar

Como funciona?

Segundo a proposta, é possível saber que todas as multas registradas por radar não cadastrado no Cadastro Nacional de Instrumentos Fixos de Fiscalização Eletrônica de Trânsito (Cifet) serão invalidadas.

Quando autuado, o condutor já tem a possibilidade de acessar a internet para verificar algumas informações pertinentes a respeito do radar, como a relevância da sua instalação em determinado lugar, a data em que iniciou as suas operações, entre outras notícias.

Que tal ter um trânsito melhor?

Com o projeto em funcionamento, o condutor certamente ficará mais seguro em relação às informações fornecidas pelos aparelhos de radar. Além disso, o projeto se destaca no sentido de ser extremamente viável, uma vez que o número de denúncias é grande em decorrência do mau uso destes equipamentos.

O fato de manter o condutor informado sobre a relevância da instalação de cada aparelho visa diminuir quaisquer desconfianças que o condutor tenha a respeito das informações prestadas pelos serviços. Contudo, a proposta ajuda a conscientizar os motoristas, e ainda contribui para um trânsito melhor.

Nos ajude a manter as pessoas informadas! Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais.