Buzinar é uma infração de trânsito?

É verdade que buzinar é uma infração? Hoje nós iremos responder essa questão polêmica. Acompanhe o post que nós do Blog da Ituran preparamos especialmente para você e fique por dentro do assunto. Aproveite para conferir as principais mudanças nas multas de trânsito. O estresse no trânsito faz parte da rotina de muitas pessoas, mas em algumas situações esse estado emocional sai do controle fazendo com o que condutor dispare a buzina do carro com intensidade.

Buzinar pode não ser somente um ato ocasionado pelo estresse, mas sim por motivos de comemoração. Um bom exemplo disso se dá quando gols inesperados são feitos pelo time de futebol do coração, ou até mesmo, quando o time ganha o campeonato. A alegria do condutor se transforma em euforia então para comemorar, a buzina se torna um meio de manifestar o entusiasmo com a situação. Essa comemoração não influencia apenas um condutor, mas sim, todos que estão ao seu redor.

Entenda o porque buzinar pode ser uma infração.

Buzinar é uma infração?

Sim, buzinar de forma ilegal pode gerar multa. Mesmo que seu time ganhe o campeonato, ou se você estiver irritado com as condições do trânsito, isso não será motivo para buzinar ininterruptamente, uma vez que a prática é considerada como infração. Buzinar em meio ao engarrafamento é considerado um uso indevido, passível de punição. A infração é leve, com multa de R$ 88,38. Não há suspensão da CNH, mas o condutor perde 3 pontos. Usar a buzina de modo prolongado, ou entre às 22h e 6h da manhã em locais e horários proibidos pela sinalização é também considerado como infração de trânsito. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, a buzina deverá ser usada de forma breve, somente para alertar os demais. Dessa forma, não haverá multas.

Artigo 41 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

Segundo o artigo 41 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o condutor do veículo só poderá fazer uso da buzina, desde que em toque breve, nas seguintes situações:
I – em situação que não a de simples toque breve como advertência ao pedestre ou a condutores de outros veículos;
II – prolongada e sucessivamente a qualquer pretexto;
III – entre as vinte e duas e às seis horas;
IV – em locais e horários proibidos pela sinalização;
V – em desacordo com os padrões e frequências estabelecidas pelo CONTRAN.

Como usar a buzina corretamente?

Para evitar ainda acarretar multas e possíveis conflitos no trânsito, nós separamos algumas dicas para que você possa usar a buzina de forma apropriada, veja:


1) Procure utilizar a buzina fora das áreas urbanas, use somente em casos de necessidade, como para avisar o condutor que tem o propósito de ultrapassá-lo;
2) Jamais utilize a buzina na frente de hospitais e outros locais onde há a placa de indicativa de proibição;
3) É possível dar toques rápidos de alerta em cruzamentos, para ceder a vez para outro motorista, para avisar pedestres desatentos que o sinal fechou e que ele já pode atravessar ou até mesmo para avisar motoristas distraídos quando o sinal abriu.

É importante lembrar que não adianta acionar a buzina repetidas vezes em congestionamento, já que isso não fará com que os carros andem mais depressa. A multa por buzinar excessivamente é bastante relevante para a comunidade, uma vez que visa melhorias no dia a dia e ainda reduz os efeitos sonoros provocados pela buzina.

Nos ajude a deixar as pessoas informadas sobre esse assunto. Basta compartilhar esse conteúdo nas suas redes sociais. Além de dividir o conhecimento, as pessoas passam a se conscientizar.

ituran-logo-mobile-svg

Por : Ituran Brasil

Você também pode gostar