Confira as principais mudanças nas multas de trânsito

radar-transito
Desde o dia 1° de novembro deste ano, as multas de trânsito estão mais caras. Houve um reajuste de até 66% no valor das infrações que, hoje, estão entre R$ 88 e R$ 293,47. O aumento foi uma ação direcionada para infrações consideradas mais graves e chega 14 anos após o último ajuste que, segundo os órgãos responsáveis pela fiscalização do trânsito, aconteceu em 2002.
Para te ajudar a entender melhor essas mudanças, nós do Blog da Ituran preparamos um material com as alterações mais importantes. Confira os novos valores em comparação com os antigos e suas respectivas infrações:
• Multa leve: mais 3 pontos na CNH; valor aumentou de R$ 53,20 para R$ 88,38;
• Multa média: mais 4 pontos na CNH; valor aumentou de R$ 85,13 para R$ 130,16;
• Multa grave: mais 5 pontos na CNH; valor aumentou de R$ 127,69 para R$ 195,23;
• Multa gravíssima: 7 pontos na CNH; valor aumentou de R$ 191,54 para R$ 293,47;
• Multa gravíssima por 3: 21 pontos na CNH; valor aumentou de R$ 574,62 para R$ 880,41;
• Multa gravíssima por 5: 35 pontos na CNH; valor aumentou de R$ 957,70 para R$ 1.467,35;
• Multa Gravíssima por 10 – 70 pontos na CNH – R$ 1.915,40 para R$ 2.934,70;
Outras mudanças importantes que você precisa saber
O uso do celular virou uma infração do status gravíssima. Quem for pego nessa situação, mesmo com o veículo parado no semáforo, incluindo até mesmo segurar ou manusear o aparelho, terá que pagar uma multa de R$ 293,47 (antes o valor era de R$ 85,13), além de 7 pontos na carteira.
Outra infração que subiu para o status gravíssima foi estacionar em vagas especiais (para idosos ou deficientes) sem ter direito a tal. A punição nesse caso é uma multa de R$ 293,47 e o veículo guinchado.
Ainda foi implementada uma multa para quem andar nas motos com motor de até 50 cilindradas sem CNH (categoria A) ou Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC).
O ato de recusar o bafômetro em caso de blitz agora é uma infração gravíssima com fator multiplicador 10. Isso significa que o valor da multa é de R$ 2.934,70 e a punição suspende a carteira por um ano além de apreender o veículo até a chegada de um condutor habilitado para conduzi-lo. A reincidência dessa infração até período de um ano gera uma multa de R$ 5.869,40.
Dirigir com a carteira de habilitação cassada ou suspensa agora tem fator multiplicador 3 e não guinchará mais o veículo, é necessário apenas aguardas a chegada de alguém habilitado para levá-lo.
O que você achou dessas mudanças? Deixe o seu comentário!

ituran-logo-mobile-svg

Por : Ituran Brasil

Você também pode gostar