O que fazer com o carro em casos de enchente

Nessa época do ano as pancadas de chuvas são muito comuns. Grandes metrópoles costumam sofrer com enchentes decorrentes das chuvas.Veja  dicas do CESVI Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária) de como minimizar os prejuízos com seu carro caso você se depare com uma enchente.

Chuva em São Paulo

Nunca tente dar partida no veículo se ele morrer durante a travessia na água. Nesse caso o motor pode aspirar água e ser danificado. Procure empurrar até uma oficina mais próxima ou um local seco.

Observe a altura do nível da água.  A maioria das montadoras estabelece uma altura máxima para a travessia de cada veículo. Consulte o manual do seu carro para saber, caso não encontre,  procure não ultrapassar o centro da roda.

Alagamento

Reduza a velocidade. Tente manter a rotação do motor em torno de 2.500 RPM, isso diminui a variação do nível da água reduzindo os respingos no motor o que evita a contaminação dos componentes eletrônicos e melhora a aderência.

Desligue o ar condicionado. Essa prática diminui o risco de entrada de água na tomada de ar do motor.

Não entre em pânico. Em casos de enchentes, o carro pode ter alguns sintomas como: aumento do esforço para manobrar a direção, variação na luminosidade das luzes do painel de instrumentos, alertas sonoros, flutuação dos ponteiros, luzes de anomalia da injeção eletrônica, bateria e ABS (se disponível) acesas, aumento do esforço ao acionar os freios e interrupção do funcionamento da tração 4 x 4 (veículos diesel).  Esses sintomas são provavelmente causados pela perda de aderência entre a correia auxiliar e as respectivas polias da bomba da direção hidráulica, alternador e bomba de vácuo (veículo diesel). Na maioria das vezes são casos passageiros que não impede a dirigibilidade.  Mantenha a cautela e mantenha o maior número de equipamentos possíveis desligados.

Carro enfrentando a enxurrada

Se o veículo tiver transmissão automática, coloque na posição de trocas manuais, assim será possível imprimir uma rotação maior ao motor. Outra possibilidade é alternar, manualmente, a troca de marchas entre “N” e “1”, de modo a manter a velocidade do veículo baixa durante o trecho alagado, sem descuidar da rotação do motor, sempre em torno de 2.500 RPM. Se o veículo tiver a opção “Winter” ou “Snow” para ajuste da tração, utilize esses recursos para ter maior aderência.

Depois que você passar pelo alagamento também deve cuidar do seu carro.

Veja aqui mesmo no Blog Ituran o post sobre o que fazer após passar pela enchente.

Fonte: Exame, Estadão

Já conhece a nossa página no Facebook? Acesse e curta Ituran Rastreadores!
Estamos no Twitter também: Ituran Rastreadores!
Ituran – Sempre com você

ituran-logo-mobile-svg

Por : Ituran Brasil

Você também pode gostar