Conheça os Fatores de Risco no Trânsito

Segundo o levantamento do Retrato da Segurança Viária no Brasil, os acidentes são o segundo principal motivo da perda de vidas nos dias de hoje. Somente em 2015, quando o estudo foi realizado, as despesas com mortos e feridos nas estradas chegaram a 19 bilhões de reais. Respeitar a legislação é a primeira coisa que aprendemos durante a retirada da carteira de motorista. Mas, você conhece os principais fatores de riscos no trânsito e as suas penalidades? Saiba agora no Blog da Ituran:

Os principais fatores de risco no trânsito e suas penalidades:

1 – Alta velocidade

Cuidado com a alta velocidade.

Muitos brasileiros estão habituados a trafegar além do limite ou acelerar em alguns trechos sem pensar devidamente nas consequências. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), mais de 10 mil acidentes foram causados por motoristas acima da velocidade em 2017.

Pelo excesso de velocidade, aproximadamente 6200 pessoas perderam a vida e quase 84 mil ficaram feridas. Tudo isso somente por pisar fundo demais. E vale lembrar que a punição é bastante pesada, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em seu artigo 218, inciso III: aplicação de 3 multas (R$880,41), apreensão da CNH e suspensão imediata do direito de dirigir.

2 – Bebidas alcoólicas

Bebida e direção não combinam e ceifaram a vida de 455 pessoas no ano passado. Cerca de 6400 acidentes foram registrados nas estradas nacionais, segundo a PRF, deixando mais de seis mil feridos.
E a punição não é pequena! Segundo o artigo 165 do CTB, dirigir alcoolizado é considerado infração gravíssima com a seguinte penalidade: “multa (totalizando o valor de R$ 2.934,70) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses.

3 – Uso de capacete

Nem todo mundo sabe, mas o motociclista está mais exposto a perigos do que o pedestre no Brasil. Segundo o Programa Vida no Trânsito, 90% das indenizações por invalidez no trânsito são destinadas às pessoas que se acidentaram em motos. Apesar disso, muita gente opta por colocar a vida em risco ao circular sem capacete.
Segundo o art. 244, do CTB, ao ser flagrado sem a proteção, o motociclista comete uma infração gravíssima cuja multa é R$ 293,47, além de haver a suspensão do direito de dirigir e o recolhimento do documento de habilitação. O motociclista também nem deve pensar em levar algum passageiro sem o capacete.

4 – Sem cinto de segurança

Todos nós sabemos que devemos usar o cinto de segurança, não é? No entanto, a Polícia Rodoviária flagrou cerca de 143 mil motoristas sem o dispositivo de proteção, bem como 69 mil passageiros. Hoje, até o seu bichinho de estimação precisa estar bem seguro para andar de carro. Então, por que não levar essa determinação a sério?

Afinal, a punição não é brincadeira, não! Quem for pego sem o cinto terá cometido uma infração grave, deverá pagar multa no valor de R$ 195,23 e terá a retenção do carro até a colocação do cinto de segurança pelo infrator. Essas condições estão de acordo com o artigo 167 do CTB.

5 – Celular ao volante

Nos dias de hoje, nós todos temos um smartphone. Com tantos dispositivos nas mãos, geramos 34 mil acidentes, apenas no ano passado, devido à distração com os celulares. A Organização Mundial de Saúde (OMS) já comprovou que mexer no celular enquanto se dirige reduz a sua atenção e a capacidade de reação, quadruplicando a possibilidade de acidente.
Ao fazer isso, o motorista está cometendo uma infração gravíssima e irá acumular 7 pontos na carteira com uma multa no valor de R$ 293,47. Portanto, espere até parar totalmente o seu carro em um local permitido para dar uma olhadinha no seu smartphone.

Ficou com alguma dúvida? Comente aqui no Blog da Ituran!

ituran-logo-mobile-svg

Por : Ituran Brasil

Você também pode gostar